MITOS E TABUS
Educação Sexual, Sexualidade, Mitos, Tabus, Preconceitos, Famílias, Formação Docente
 
Publicado em 2 de Julho de 2020
Conhecem o mito do pênis grande? Pois é, esse é um dos mitos mais conhecidos até hoje na nossa sociedade. Para muitos/as, o homem tem que ter um pênis grande, pois é o tamanho do pênis que proporciona a satisfação sexual da/o parceiro/a, relacionando o prazer apenas pela penetração vaginal e/ou anal, quando não é verdade!
 
Embora em uma sociedade que considera-se imersa na “era da comunicação e informação digital”, velhos mitos ainda encontram-se arraigados.
 
A enquete que realizei ontem aqui no Instagram apresentou vários mitos da sexualidade, 54% dos que vontaram disseram que sim, conhecem um mito. Tem também as pessoas que não conseguem identificar um mito, pois está tão presente, que acreditam ser verdade.
 
Como pais/famílias e educadores/as cabe a nós acabarmos com esses mitos que foram incutidos durante anos, mesmo com o desenvolvimento científico e de diversos setores da sociedade. A informação não tem chegado, perpetuando desta forma a desinformação dos/as jovens.
 
Esta enquete mostrou que os mitos que envolvem a masturbação, o ato sexual, as formas de obter prazer continuam envoltas em uma névoa, e o/a jovem, sem ter com quem falar, continua com uma compreensão errônea de sua sexualidade.
 
Ainda está perpetuada a ideia de que a masturbação do homem é considerada aceitável, entretanto, quando realizada muitas vezes pode causar a cegueira, criar espinhas, deformações no corpo e pêlos nas mãos…
 
Também apareceu o mito de que a mulher não tem direito a masturbação, como se fossemos assexuadas. Aqui, novamente, mostra a superioridade dos homens sobre as mulheres, historicamente construída. Lembro das minhas bonecas de infância, que não tinham órgão sexual.
 
Todos estes mitos demonstram a grande necessidade de um trabalho de Educação Sexual. Fugir da temática é uma falta de compromisso dos pais/ famílias e dos/as professores/as. Por isso, fica o convite para criarmos espaços de discussão, entendendo que desconstruir estes mitos é somente o primeiro passo para o desenvolvimento saudável da nossa sexualidade.
 
#educacaosexual #familia #pedagogiaporamor
Sobre nós
 
GRAZIELA RAUPP_EDUCAÇÃO, apresenta o diferencial na construção de saberes, no ressignificar de práticas, por meio da problematização e da aprendizagem significativa. Com mais de 20 anos de experiência em instituições de ensino e no mercado de trabalho, tem realizado pesquisas na área da Psicopedagogia Clínica, Formação de Professores, Educação Sexual/Gênero, Tecnologias e Mídias na Educação, Educação a Distância, Organização e Práticas Pedagógicas, Políticas Públicas,  Estágio Curricular Supervisionado, Educação Inclusiva e Coorporativa. 
 
Faça contato
 
 Formulário de Contato
 Envie seu Depoimento
 raupp.graziela@gmail.com
 (55 48) 99912 - 3332
 graziela.raupp.pereira
 Florianópolis/Brasil.
Links úteis
 
Ministério da Educação
Fundação Carlos Chagas
Fundação Calouste Gulbenkian
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e TecnológicoSciELO - Scientific Electronic Library
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina.
Home   •   Topo   •   Sitemap
Facebook Twitter Google+ Google Pinterest LinkedIn Email Addthis
© Todos os direitos reservados.